Brasil

Ainda não tem título de eleitor? entenda como tirar o documento

Quem já tirou o título, mas teve o documento cancelado, também deve regularizar sua situação perante a Justiça Eleitoral

Foto: Divulgação/TSE

Com informações do TSE

Para tirar o título de eleitor pela primeira vez e participar de uma eleição, o (a) brasileiro (a) deve observar alguns requisitos previstos na Constituição Federal – artigo 14, parágrafo 1º. No Brasil, o alistamento eleitoral e o voto são obrigatórios para os maiores de 18 anos e facultados para os jovens de 16 e 17 anos, para idosos acima de 70 anos e para os analfabetos.

De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ocidadão deve comparecer a um cartório eleitoral ou a uma unidade de atendimento da Justiça Eleitoral, com os seguintes documentos: carteira de identidade, ou carteira de trabalho, ou certidão de nascimento ou de casamento; comprovante recente de residência original; e certificado de quitação com o serviço militar para os maiores de 18 anos do sexo masculino. A apresentação de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou do passaporte exigirá complementação documental para suprir os dados necessários à emissão do título.

O TSE afirma que também é possível iniciar o atendimento eleitoral pela internet, por meio do sistema Título Net. Nele, o eleitor agenda o horário mais conveniente para comparecer ao cartório eleitoral e solicitar o título. Depois de preencher todos os dados solicitados, o órgão emissor informa um número de protocolo, com o prazo de cinco dias corridos para comparecer a uma unidade da Justiça Eleitoral.

Restrições e impedimentos

Tribunal Superior Eleitoral informa que o cidadão com idade mínima obrigatória que não tirou o título bem como o eleitor que teve o documento cancelado estão sujeitos a diversas restrições e impedimentos legais, como:

– Obter passaporte ou carteira de identidade;

– Receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como de fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição;

– Participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal, dos municípios ou das respectivas autarquias;

– Obter empréstimos nas autarquias, nas sociedades de economia mista, nas caixas econômicas federais e estaduais, nos institutos e caixas de Previdência Social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos;

– Inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, e neles ser investido ou empossado;

– Renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;

– Praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou declaração de Imposto de Renda;

– Obter qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

Título cancelado

Quem já tirou o título, mas teve o documento cancelado, também deve regularizar sua situação perante a Justiça Eleitoral. Do contrário, ficará sujeito às restrições e impedimentos acima listados. Nesse caso, o eleitor deve efetuar o pagamento de multa no valor de R$ 3,51 por turno de votação que tenha faltado. Vale destacar que cada turno é considerado uma eleição. Confira no Portal do TSE o passo a passo para a quitação de multas eleitorais. Após esse processo, o eleitor precisa se dirigir a um cartório eleitoral e apresentar documento de identificação e comprovante de residência para solicitar a regularização do título.



Receba nossas principais notícias em seu celular
Participe dos nossos Grupos Oficiais


GRUPO DO WHATSAPP GRUPO DO FACEBOOK

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidos pelo whatsapp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Leia Também

Mulheres na política: alunas do ensino fundamental conhecem Poder Legislativo e rotina de vereadora em Guarapuava

Guarapuava

Mulheres na política: alunas do ensino fundamental conhecem Poder Legislativo e rotina de vereadora em Guarapuava

24/09/2021 – 18:58:40 Redação Lugar de mulher é na política. Esta é a mensagem que a vereadora Prof.ª Bia...

Aplicação de segundas e terceiras doses será descentralizada para 30 UBS’s na próxima semana

Guarapuava

Aplicação de segundas e terceiras doses será descentralizada para 30 UBS’s na próxima semana

24/09/2021 – 11:21:02 Com informações de Secom Prefeitura de Guarapuava e revisão de redação A partir da...

Inscrições do Enem para isentos ausentes em 2020 terminam domingo

Brasil

Inscrições do Enem para isentos ausentes em 2020 terminam domingo

24/09/2021 – 11:14:51 Com informações de Agência Brasil e revisão de redação Terminam no domingo (26) as...

Comunidade Surda de Guarapuava realiza manifestação em prol de direitos neste sábado (25)

Guarapuava

Comunidade Surda de Guarapuava realiza manifestação em prol de direitos neste sábado (25)

24/09/2021 – 10:33:13 Redação Conscientizar à população sobre a acessibilidade, inclusão e direitos das...

Vacinação de adolescentes com comorbidades continua nesta sexta-feira (24)

Guarapuava

Vacinação de adolescentes com comorbidades continua nesta sexta-feira (24)

24/09/2021 – 07:50:23 Redação A vacinação de adolescentes, entre 12 e 17 anos, com comorbidades continua...

O fim da Resolução 23 e a privatização dos Correios

Brasil

O fim da Resolução 23 e a privatização dos Correios

23/09/2021 – 17:16:32 Por Alexsander Menezes O Senado revogou no último dia 1º de setembro, a Resolução...