Brasil

Deputados apresentam 209 emendas à reforma tributária

Matéria está em análise em comissão especial da Câmara

Sugestões apresentadas serão analisadas pelo relator, deputado Aguinaldo Ribeiro – Foto: Will Shutter/Câmara dos Deputados

Agência Câmara Notícias

Os deputados apresentaram 209 emendas à proposta de reforma tributária (PEC 45/19) que está sendo analisada em comissão especial. O conteúdo vai desde a criação de alíquotas diferenciadas do novo Imposto sobre Bens e Serviços (IBS) para setores como educação até a volta da CPMF como imposto único.

Na atual proposta de reforma, o IBS deve substituir 5 impostos que são pagos pelos consumidores e, por isso, teria uma alíquota única e mais alta, com forte impacto no setor de serviços. A volta de um imposto sobre transações financeiras, como a CPMF, para substituir todo o sistema atual é defendida por alguns parlamentares como General Peternelli (PSL-SP). Ele prevê uma alíquota de 2,5% sobre débitos e créditos.

Os partidos de oposição procuraram apresentar emendas que oneram mais a renda e o patrimônio para que a tributação sobre consumo caia. Sugestão do deputado Enio Verri (PT-PR), por exemplo, estabelece a tributação de heranças a partir de R$ 15 milhões.

Outros temas

Também há emendas para alterar a tabela do Imposto de Renda, para tributar lucros e dividendos, para taxar veículos automotores aéreos e aquáticos, e para evitar que os gastos com saúde e educação fiquem abaixo dos pisos constitucionais.

O deputado João Campos (Republicanos-GO) propôs emenda que mantém o ICMS estadual e o ISS municipal para evitar que os estados e municípios percam a sua capacidade de tributar. Pela proposta em discussão, esses impostos seriam substituídos pelo IBS, porém a arrecadação seria repartida.

O fim dos incentivos fiscais atuais também é motivo de preocupação, e o deputado Marcelo Ramos (PL-AM) apresentou emenda que mantém os incentivos relacionados à Zona Franca de Manaus. Já o deputado Alexis Fonteyne (Novo-SP) quer aproveitar as mudanças para desonerar a folha de salários das empresas.

As sugestões de mudanças no texto da reforma tributária serão analisadas pelo relator, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

O presidente do colegiado, deputado Hildo Rocha (MDB-MA), destaca que o alto número de emendas apresentadas: “Isso demonstra o interesse dos parlamentares no tema e a complexidade que ele carrega consigo”.

Download WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes
Download WordPress Themes Free
online free course
download huawei firmware
Free Download WordPress Themes
lynda course free download

Leia Também

Audiência pública debaterá PEC da reforma da previdência dos servidores do Estado

Paraná

Audiência pública debaterá PEC da reforma da previdência dos servidores do Estado

Dircom Alep A reforma da Previdência estadual, que é tratada pela Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 16/2019,...

Sicredi está entre as 150 Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil

Geral

Sicredi está entre as 150 Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil

Ascom Sicredi Pelo nono ano consecutivo, o Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 4 milhões de...

Em mês de recesso, deputados gastam quase R$ 60 mil da cota parlamentar

Paraná

Em mês de recesso, deputados gastam quase R$ 60 mil da cota parlamentar

No mês de julho os deputados paranaenses entram em recesso e as sessões da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep)...

Lei da Parada Segura é sancionada em Guarapuava

Guarapuava

Lei da Parada Segura é sancionada em Guarapuava

Mais segurança aos usuários do transporte coletivo municipal. Essa é a premissa do projeto Parada Segura, de autoria...

Operadoras telefônicas não poderão cobrar pelo serviço de identificação das chamadas

Paraná

Operadoras telefônicas não poderão cobrar pelo serviço de identificação das chamadas

Com informações da Dircom Alep Operadoras de telefonia fixa e móvel serão obrigadas a garantir a seus assinantes o...

CCJ aprova admissibilidade da proposta que permite prisão após segunda instância

Brasil

CCJ aprova admissibilidade da proposta que permite prisão após segunda instância

Agência Câmara Notícias Por 50 votos favoráveis e 12 contrários, a Comissão de Constituição e Justiça e de...