Brasil

Para Lira, mudanças no Conselho do Ministério Público representam fim da impunidade

O texto pode ir a Plenário ainda nesta quarta-feira (13)

Foto: Divulgação MPPR

13/10/2021 – 10:52:46

Com informações de Agência Câmara de Notícias e revisão de redação

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 5/21, que muda a composição do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público), se for aprovada, pode representar “o fim da impunidade em um órgão muito forte”.

Segundo ele, a proposta é polêmica e há muitas versões criadas por integrantes do Ministério Público. Lira disse que um dos objetivos da PEC é fazer com que a sociedade civil tenha maior participação no CNMP, pois ele não tem funcionado para punir seus membros. O texto pode ir a Plenário ainda nesta quarta-feira (13). As afirmações foram feitas em entrevista à Rádio CNN.

“São questões que serão decididas com transparência, mas sem versões, não é a PEC do ministro Gilmar Mendes, mas pode ser a PEC do fim da impunidade de um órgão muito forte. Hoje, nenhum membro do MP responde contra improbidade. É importante um conselho forte, com presença, para que tenhamos transparência”, disse Lira.

De acordo com o parecer preliminar do relator da PEC, deputado Paulo Magalhães (PSD-BA), o CNMP passa de 14 para 15 membros, dos quais 4 indicados ou eleitos pelo Legislativo.

O mandato continua a ser de dois anos, sendo permitida uma recondução, e o candidato precisa passar por sabatina no Senado Federal. A presidência do conselho permanece com o procurador-geral da República.

A PEC também atribui a corregedoria ao vice-presidente e determina o envio de projeto ao Congresso instituindo um código de ética para o Ministério Público.



Receba nossas principais notícias em seu celular
Participe dos nossos Grupos Oficiais


GRUPO DO WHATSAPP GRUPO DO FACEBOOK

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidos pelo whatsapp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Leia Também

Com atitude e coragem Professora Terezinha pretende levar sua luta política para Brasília

Guarapuava

Com atitude e coragem Professora Terezinha pretende levar sua luta política para Brasília

28/09/2022 – 11:17:56 Redação “Quando uma mulher entra para a política, muda a mulher, mas quando muitas...

Requião quer devolver ao Paraná o melhor ensino público do país

Brasil

Requião quer devolver ao Paraná o melhor ensino público do país

28/09/2022 – 10:11:24 Com informações de assessoria e revisão de redação A campanha do candidato do PT e do...

TSE mantém proibição de imagens de viagens em campanha de Bolsonaro à reeleição

Brasil

TSE mantém proibição de imagens de viagens em campanha de Bolsonaro à reeleição

28/09/2022 – 10:08:22 Com informações de Agência Brasil e revisão de redação O TSE (Tribunal Superior...

Requião Filho fala sobre isenção de impostos

Paraná

Requião Filho fala sobre isenção de impostos

27/09/2022 – 06:45:08 Com informações de assessoria parlamentar e revisão de redação O deputado estadual e...

“Vamos eleger Lula no 1º turno em paz e sem ódio”, diz Zeca Dirceu

Paraná

“Vamos eleger Lula no 1º turno em paz e sem ódio”, diz Zeca Dirceu

27/09/2022 – 17:27:17 Com informações de assessoria parlamentar e revisão de redação O deputado federal Zeca...

Juca Tigre, Degolado, o baile das feias e as histórias que o povo conta

Guarapuava

Juca Tigre, Degolado, o baile das feias e as histórias que o povo conta

27/09/2022 – 11:37:27 Luiz Felipe Em 1889 o Brasil trocava a sua forma de governança e Estado, saía o imperador...