Brasil

Zeca Dirceu: espionagem da Abin no governo Bolsonaro deve ser apurada

“É uma denúncia gravíssima, é preciso fazer uma investigação rápida e apresentar denúncia para que os envolvidos sejam, de forma muito dura, punidos”, disse o líder do PT

Foto: Gustavo Bezerra

Com informações de Agência PT e revisão de redação

15/03/2023 – 16:59:06

 

O líder do PT na Câmara, Zeca Dirceu (PR), defendeu hoje (14) que a Justiça e os órgãos de fiscalização como a Controladoria Geral da União (CGU) investiguem a Agência Nacional de Inteligência (Abin) por usar, durante o governo Bolsonaro, um programa que permitia o monitoramento de alvos a partir de dados de celular, conforme denúncia publicada pelo jornal o Globo.

“É uma denúncia gravíssima, é preciso fazer uma investigação rápida e apresentar denúncia para que os envolvidos sejam, de forma muito dura, punidos”, disse o líder do PT. “Trata-se de um atentado contra a liberdade individual, prática abusiva da época da ditadura militar; muito triste ainda termos que conviver com situações como essas”.

Zeca Dirceu salientou que o governo Lula, em sintonia com o que pensa o conjunto dos parlamentares da Bancada do PT, mostrar estar totalmente correto ao defender a desmilitarização da Abin, para que passe ao controle civil.

“Nós sempre estivemos certos ao defender tirar dos militares o comando da Abin. Que bom que agora temos um civil no comando e nos dá a segurança de que fatos como esses não vão se repetir”, comentou o parlamentar.

O líder parabenizou a reportagem publicada pelo jornal O Globo e outros órgãos da imprensa por estarem publicando, frequentemente, “fatos que desnudam totalmente o horror, o acúmulo de ilegalidades e arbitrariedades” que marcaram os quatro anos do governo Bolsonaro.

Monitoramento                           

A Abin, conforme denúncia do Globo, manteve em operação um sistema de monitoramento e localização de brasileiros em todo o território nacional durante os três primeiros anos do governo Jair Bolsonaro (PL). Segundo o jornal, o software irsralense “FirstMile” possibilitava monitorar e acompanhar até 10 mil proprietários de celulares a cada 12 meses, bastando apenas digitar os números dos contatos.

A ferramenta ofereceu à agência de inteligência a possibilidade de identificar a “localização da área aproximada de aparelhos que utilizam as redes 2G, 3G e 4G”. Desenvolvido pela empresa israelense Cognyte (ex-Verint), o programa permitia rastrear o paradeiro de uma pessoa a partir de dados transferidos do celular para torres de telecomunicações instaladas em diferentes regiões.

Com base no fluxo dessas informações, o sistema oferecia a possibilidade de acessar o histórico de deslocamentos e até criar “alertas em tempo real” de movimentações de um alvo em diferentes endereços.

A prática suscitou questionamentos entre os próprios integrantes do órgão, pois a agência não possui autorização legal para acessar dados privados. O caso motivou a abertura de investigação interna e, para especialistas, a vigilância pode ainda violar o direito à privacidade.

A ferramenta foi utilizada pela gestão Bolsonaro até 2021. A fabricante foi representada no Brasil por Caio Cruz, filho do general Santos Cruz, ex-ministro do governo Jair Bolsonaro.

“Integrantes da Abin relatam que o mecanismo era usado sem a necessidade de registros sobre quais pesquisas eram realizadas. Na prática, qualquer celular poderia ser monitorado pelo programa sem uma justificativa oficial”, ressalta um trecho da reportagem. O uso irregular da ferramenta gerou questionamentos dentro da própria Abin e levou a abertura de um procedimento interno para apurar os critérios utilizados pela agência para espionar os cidadãos brasileiros.



Receba nossas principais notícias em seu celular
Participe dos nossos Grupos Oficiais


GRUPO DO WHATSAPP GRUPO DO FACEBOOK

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidos pelo whatsapp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Leia Também

Professora Terezinha tem trajetória de luta pela educação pública reconhecida em homenagem da UTFPR

Guarapuava

Professora Terezinha tem trajetória de luta pela educação pública reconhecida em homenagem da UTFPR

28/03/2023 – 15:09:38 Redação Na última sexta-feira (24), a vereadora Professora Terezinha (PT) participou da...

Requião Filho pede ao governo Lula revogação de decreto que permite a venda da Copel

Paraná

Requião Filho pede ao governo Lula revogação de decreto que permite a venda da Copel

Com informações de PT na Alep e revisão de redação 28/03/2023 – 14:54:51   Líder da oposição na...

Prof.ª Bia será a primeira mulher a presidir uma sessão na Câmara de Guarapuava

Guarapuava

Prof.ª Bia será a primeira mulher a presidir uma sessão na Câmara de Guarapuava

28/03/2023 – 10:26:55 Redação Nesta terça-feira (28) a vereadora Prof.ª Bia (MDB) irá assumir um papel...

Inscrições para a nova Cooperativa de Recicláveis de Guarapuava encerram nesta sexta-feira (31)

Guarapuava

Inscrições para a nova Cooperativa de Recicláveis de Guarapuava encerram nesta sexta-feira (31)

28/03/2023 – 08:33:59 Com informações de Secom Prefeitura de Guarapuava e revisão de redação O processo de...

Com injeção na economia, Bolsa Família vai tirar 3 milhões da extrema pobreza

Brasil

Com injeção na economia, Bolsa Família vai tirar 3 milhões da extrema pobreza

Com informações de Agência PT e revisão de redação 27/03/2023 – 19:58:42   Pouco tempo após a volta...

Emendas da oposição corrigem erros da reforma administrativa e protegem interesse público

Paraná

Emendas da oposição corrigem erros da reforma administrativa e protegem interesse público

Com informações de PT na Alep e revisão de redação 27/03/2023 – 16:54:16   Os deputados de oposição...