Guarapuava

Câmara aprova veto do prefeito ao PL 52/2019; agentes de saúde e de combate às endemias seguem sem incentivo financeiro adicional

Doze vereadores votaram a favor da negativa do Poder Executivo. No entanto, a proposta havia sido aprovada de forma unânime pelo próprio Legislativo, em setembro deste ano

Foto: Divulgação/Câmara

Na sessão desta segunda-feira (7), a maioria dos vereadores aprovou o veto 2/2019, do Executivo Municipal ao Projeto de Lei 52/2019, de autoria da Comissão de Saúde da Câmara, formada pelos vereadores (as), Pedro Moraes (PRB), Professora Terezinha (PT) e Maria Jose (PSDB).

O PL prevê o incentivo financeiro adicional aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate às Endemias (ACE). O recurso concedido tem origem de uma parcela repassada pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, ao Município, para remuneração desses profissionais. No entanto, Guarapuava ainda não está com a regulamentação necessária para que esse direito seja estabelecido.

Veto

De acordo com a decisão do prefeito Cesar Silvestri Filho (CDN), o projeto foi vetado por possuir vícios de iniciativa. Segundo o texto de justificativa, o PL viola o “Principio da Separação dos Poderes”, e está em desacordo com a portaria 201/2019, que fixa o valor do incentivo de custeio referente à implantação dos ACS. O Executivo afirma também que a mesma portaria não menciona em seu texto os ACE.

Votação

A votação ao veto foi incluída em regime de urgência na ordem do dia desta segunda, por meio de um requerimento assinado pelo líder do prefeito na Câmara, vereador Elcio Melhem (PP). Confira como votou cada parlamentar.

A favor do veto

Celso Costa (CDN)

Danilo Dominico (PSD)

Dognei (PDT)

Elcio Melhem (PP)

Germano Alves (PR)

João Napoleão (PROS)

Marcelinho (DEM)

Marcio Carneiro (CDN)

Pedro Moraes (PRB)

Samuca (CDN)

Valdemar Calixtro (PDT)

Valdemar dos Santos (DEM)

Contra o veto

Guto Klosowski (PHS)

Luiz Juraski (PRB)

Maria José (PSDB)

Nelson Riclitski – Dedo (PSB)

Professora Terezinha (PT)

Rodrigo Crema (PSB)

Valdomiro Batista (PRB)

Ausentes

Gilson da Ambulância (PSD)

Sergio Niemes (PT)

Histórico

O PL 54/2019 já havia sido aprovado de forma unanime pelo próprio Legislativo, em setembro deste ano

Clique aqui e relembre as duas votações do PL 52/2019

Clique aqui e acesse o Projeto de Lei Ordinária (L) 52/2019

Free Download WordPress Themes
Download WordPress Themes Free
Free Download WordPress Themes
Download WordPress Themes
online free course
download coolpad firmware
Download Nulled WordPress Themes
udemy course download free

Leia Também

Audiência pública debaterá PEC da reforma da previdência dos servidores do Estado

Paraná

Audiência pública debaterá PEC da reforma da previdência dos servidores do Estado

Dircom Alep A reforma da Previdência estadual, que é tratada pela Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 16/2019,...

Sicredi está entre as 150 Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil

Geral

Sicredi está entre as 150 Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil

Ascom Sicredi Pelo nono ano consecutivo, o Sicredi, instituição financeira cooperativa com mais de 4 milhões de...

Em mês de recesso, deputados gastam quase R$ 60 mil da cota parlamentar

Paraná

Em mês de recesso, deputados gastam quase R$ 60 mil da cota parlamentar

No mês de julho os deputados paranaenses entram em recesso e as sessões da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep)...

Lei da Parada Segura é sancionada em Guarapuava

Guarapuava

Lei da Parada Segura é sancionada em Guarapuava

Mais segurança aos usuários do transporte coletivo municipal. Essa é a premissa do projeto Parada Segura, de autoria...

Operadoras telefônicas não poderão cobrar pelo serviço de identificação das chamadas

Paraná

Operadoras telefônicas não poderão cobrar pelo serviço de identificação das chamadas

Com informações da Dircom Alep Operadoras de telefonia fixa e móvel serão obrigadas a garantir a seus assinantes o...

CCJ aprova admissibilidade da proposta que permite prisão após segunda instância

Brasil

CCJ aprova admissibilidade da proposta que permite prisão após segunda instância

Agência Câmara Notícias Por 50 votos favoráveis e 12 contrários, a Comissão de Constituição e Justiça e de...