Search
Close this search box.

Com 90% dos leitos em UTI ocupados, Guarapuava precisa do Hospital Regional para reforço no combate ao coronavírus

Vereadores articularam maneiras de acelerar o processo de conclusão das áreas dedicadas aos infectados pela Covid-19 na sessão ordinária desta terça-feira (05)

Foto: Divulgação/AEN

06/05/2020 – 11:15:12

Redação com informações da AEN

No último dia 14 de abril, em visita a Guarapuava, o governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) anunciou a entrega antecipada de uma ala do Hospital Regional, exclusiva para o atendimento de pacientes com coronavírus no município e região.

Na época, o governador destacou que a conclusão do hospital estava prevista para dezembro, mas que o Governo do Estado iria adiantar a abertura da unidade em decorrência da pandemia causada pelo coronavírus, estabelecendo o prazo de até 45 dias para o início dos atendimentos.

Nesta terça-feira (05), durante sessão ordinária da Câmara Municipal, os vereadores debateram maneiras de acelerar as obras na unidade.

“Nós vemos, infelizmente, que os números de casos crescem a cada dia, então nós devemos ter um acompanhamento melhor e a garantia de que esse hospital será preparado para atender a nossa população”, afirmou a vereadora Professora Terezinha (PT).

Segundo ela, a população tem questionado os legisladores sobre como está a preparação do Hospital Regional caso seja necessário atender as pessoas devido a pandemia.

“Na última reunião que nós tivemos com a Comissão de Saúde e a Comissão de Assuntos Relevantes, conversando com o secretário de saúde, ele nos explicava que ele não tem acompanhado, e sua equipe também não tem acompanhado, o andamento das obras no Hospital Regional”, explicou a vereadora.

Ela também fez um apelo aos demais vereadores para que as lideranças estaduais fossem procuradas para intervir junto ao governo na celeridade das obras.

O presidente da Casa, João Napoleão (PODEMOS), sugeriu que, em conjunto, os vereadores fossem até o Hospital Regional, ainda nesta semana, para acompanhar o andamento das obras.

“Reforço a importância da proposta do presidente, de que façamos uma visita até o Hospital Regional, que façamos contato com as lideranças políticas e que tenhamos uma resposta, pelo menos, de que dia esse serviço estará à disposição da população. Principalmente em função da grande ocupação dos poucos leitos de UTI que nós temos disponíveis” endossou a vereadora Maria José (PODEMOS), que integra a Comissão de Saúde da Câmara.

Antecipação

A ala do Hospital Regional de Guarapuava que teve a construção antecipada para atender exclusivamente pacientes com a Covid-19, deverá ficar pronta até o fim deste mês.

Neste primeiro momento serão 30 leitos de UTI e 80 leitos de enfermaria, divididos em dois andares do hospital. A segunda fase, com finalização em dezembro, prevê outros 10 leitos de UTI e mais 40 de enfermaria. O investimento por parte do Governo do Estado é de R$ 57,3 milhões.

Após a crise, a estrutura de Guarapuava será referência para Urgência e Emergência, com perfil direcionado a ortopedia e trauma, cirurgia geral e clínica médica, beneficiando 20 municípios da região.

Em nota enviada nesta tarde ao iPolítica, a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) informou que “o processo está em andamento, ainda sem data definida” para o início dos atendimentos.

Leia Também