Search
Close this search box.

Professora Terezinha tem trajetória de luta pela educação pública reconhecida em homenagem da UTFPR

Vereadora recebeu o título de patronesse das turmas de Engenharia Civil, Engenharia Mecânica e Tecnologia em Manutenção Industrial da Instituição

Foto: Divulgação/UTFPR

28/03/2023 – 15:09:38

Redação

Na última sexta-feira (24), a vereadora Professora Terezinha (PT) participou da formatura de 49 estudantes das turmas de Engenharia Civil, Engenharia Mecânica e Tecnologia em Manutenção Industrial da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná). Além de ser uma ocasião especial para os formandos, a cerimônia também foi marcante para a legisladora, que recebeu o título de patronesse da instituição.

“Esse título de patronesse, na história da UTFPR, é a direção que escolhe como homenagem às pessoas que contribuíram com a história da universidade”, disse Professora Terezinha.

A vereadora foi a primeira mulher guarapuavana a receber esse título honorário da UTFPR Guarapuava, o que marca a trajetória de luta de Professora Terezinha não apenas em defesa da educação pública, mas do reconhecimento das mulheres em espaços de destaque na sociedade.

Foto: Divulgação/Assessoria

Discurso

“Alguém escreveu um dia que, na engenharia da vida, a educação é o alicerce, a estrutura. Queridos formandos e formandas, tenham certeza, vocês solidificaram seus alicerces que se iniciaram lá no infantil e foram concluídos aqui, nestes quatro anos de UTFPR. Uma universidade que tem uma média de 95% de colocação de seus formados no mundo do trabalho, tem, com certeza, um dos melhores níveis de ensino do nosso país. Portanto, parabéns por vocês terem escolhido a UTFPR. Tenham sempre orgulho da universidade pública onde estudaram”, disse a vereadora Professora Terezinha (PT) abrindo seu discurso como patronesse das três turmas.

Convidada de honra da celebração, Professora Terezinha destacou a importância da universidade pública e a resiliência de estudantes, professores e servidores que, nos últimos anos, sofreram com cortes drásticos no orçamento. Além disso, a vereadora lembrou o período da pandemia de Covid-19, que atrasou os calendários acadêmicos e colocou os estudantes e professores em um caminho tortuoso de adaptações e reinvenções.

“Vocês, seus familiares, nós, celebramos a conclusão de uma etapa de sonhos, de buscas, de imensos aprendizados, mas também de muitas exigências, de superação de dificuldades, de cansaço, superação de momentos de desânimo, de dúvidas, até mesmo da vontade de desistir, horas de sono dedicadas aos estudos, abstenção de momentos de lazer, de convívio com a família e amigos. Aqueles e aquelas que não são de Guarapuava tiveram que, muitas vezes, driblar o vento e o frio, típicos desta terra. Mas vocês foram fortes, resistentes e não desistiram”, disse Professora Terezinha.

A patronesse lembrou aos formandos que o conhecimento é uma forma de melhorar a vida em sociedade e pediu que eles nunca abandonem os valores da ética, do senso de justiça e de valorização da vida.

“Em seus projetos busquem sempre estabelecer condições dignas para que todas as pessoas tenham vida e vida em abundância. Não parem de estudar, busquem o mestrado, o doutorado. Vivemos o novo horizonte em nosso país, um horizonte de esperança, democracia e mais oportunidades”, disse a vereadora antes de encerrar seu discurso celebrando os formandos.

Trajetória

A vereadora é natural de Coronel Vivida. Filha de pequenos agricultores. Para continuar estudando, com 12 anos de idade foi morar na cidade, trabalhando de babá e doméstica durante o dia, estudando à noite.

Iniciou na profissão de professora ainda quando cursava o Magistério. Foi catequista e liderança de grupo de jovens. Tomou gosto pela política na militância estudantil e pastoral, na adolescência. Mais tarde filiou-se ao Partido dos Trabalhadores.

Foi professora municipal em Laranjeiras do Sul, onde presidiu a Associação dos Professores Municipais em 1987 e 1988. Em 1989 mudou-se para Guarapuava para cursar a FAFIG (Faculdade de Letras Literatura), hoje Unicentro (Universidade Estadual do Centro-Oeste). É professora de português, com especialização em Literaturas Brasileira e Africana.

Em Guarapuava foi professora alfabetizadora na rede municipal por cinco anos, sendo Presidenta da Associação dos Professores Municipais por duas gestões. Ingressou no Magistério Estadual em 1991. Foi eleita presidenta da APP-SINDICATO – Núcleo Regional de Guarapuava, por quatro gestões. Em 2016 foi eleita vereadora e em 2020 foi reeleita, sendo a mais votada entre as candidatas mulheres. Em 2022 foi candidata a Deputada Federal e obteve 11.571 votos, sendo a candidata mais votada no Município de Guarapuava e diplomada como terceira suplente.

Nos seis anos de mandato participou de diversas Comissões Permanentes, promoveu a realização de inúmeras Audiências Públicas e apresentou 33 Projetos de Lei, sendo 23 deles aprovados.

Leia Também