OPINIÃO

Aumento dos casos de Covid-19 em Guarapuava: Uma tragédia anunciada

Foto: Freepik

07/01/2022 – 11:20:41

Alexsander Menezes

O Boletim divulgado pela Secretaria de saúde de Guarapuava apontou que hoje (06) registrou-se o maior número de casos confirmados de COVID-19 desde o início da pandemia, e mais uma vez me vejo atormentado pela maldição de Cassandra.

Para aqueles que não acompanham meus escritos, refiro-me novamente àquela personagem da mitologia grega cujo dom de antever as desgraças da Guerra de Tróia foi ignorado por todos aqueles q quem tentara alertar.

Alerto, antes que algum desavisado me demande favores esotéricos, que diferentemente da pobre personagem da mitologia, cujas visões advinham do sobrenatural, felizmente não compartilho dessa proximidade com a magia.

Essa ausência de familiaridade não me impede de ter “visões” de uma tragédia anunciada, visões estas fundamentadas na leitura dos “sinais” do mundo ao redor, e basta juntar os fatos para constatar sem maiores elucubrações que autoridades de saúde de Guarapuava foram imprudentes, omissas e incompetentes na gestão preventiva contra a COVID-19.

Desde a identificação da variante Ômicron em novembro último sabia-se que essa nova cepa era bem mais contagiosa que sua infame predecessora – a variante Delta.

Sabia-se de antemão que as festas de final de ano, férias, temporadas de compras, aliadas à falsa sensação de segurança decorrentes do avanço do número de imunizados produziriam o aumento do número de casos.

Ainda assim, o que se observou é que a despeito de todos esses “sinais” as autoridades de saúde municipais não se anteciparam em medidas de preparação para esse cenário de caos que se desenha.

Não ocorreram campanhas de prevenção, aumento das estruturas de testagem, intensificação da fiscalização das eventuais violações de medidas sanitárias, o que se viu, foi a construção de uma nova tragédia anunciada com impactos em nossas vidas, saúde, trabalho e educação.

Em que pese o fato de ainda não haver tantos internados, graças a vacinação conseguida a despeito do negacionismo criminoso dos governos federal e estadual, a nova variante apresenta um ritmo de contágio bem mais acelerado, o que significa o risco concreto e imediato de colapso em todas as etapas: testagem, hospitalização, tratamentos de eventuais sequelas, etc.

E mais uma vez, tal qual Cassandra deixo mais um alerta: Em breve retomaremos as aulas, e nossas crianças, por obra de um atraso deliberado de um governo criminoso não estarão totalmente imunizadas.

Por obra de um Ministério da Saúde cumplice dessa postura genocida, cujos atos são replicados por Secretários de Saúde de alguns estados e aparentemente do nosso município – seja por afinidade ideológica ou por incompetência nossas crianças que não estarão imunizadas no início do período involuntariamente servirão como grupo focal de contágio.

O somatório do aumento de casos, a procrastinação criminosa, a omissão e o negacionismo são o cenário ideal para virarmos um criadouro de novas cepas que podem inclusive serem mais letais e resistentes às vacinas atuais.

Mais uma vez rogo aos “troianos” surdos que governam nossa cidade e conduzem os rumos da nossa saúde que ouçam os que como eu sofrem do o Complexo de Cassandra e desafinam do confortável “coro dos contentes” e clamam por medidas que preservem nossas vidas


por:

Alexsander Menezes

Administrador  pela Universidade Católica de Brasília e especialista em Gestão de Pessoas e Liderança pela Universidade Cândido Mendes do RJ. Empregado dos Correios há 19 anos, atualmente é Secretário de Formação e Estudos Socioeconômicos do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios do Paraná.

Ver mais colunas

LEIA TAMBÉM

Teve polícia na Casa do Povo

19/05/2022 – 18:21:30 Coletivo Veio do Saco Para quem acompanha religiosamente as sessões do Poder Legislativo Municipal,...

Uma ferida aberta na história do Brasil

13/05/2022 – 10:19:37 André Luís A. Silva Durante muitos anos, o dia 13 de maio, data da abolição da escravatura no...

O TSE não dá palpite na pintura de meio-fio; as Forças Armadas que não se metam nas eleições

11/05/2022 – 07:36:09 Luiz Felipe Eu aposto o que você quiser: dinheiro, casa, cerveja, carro, que você nunca viu um...

É organizado, mas nem sempre

03/05/2022 – 09:39:54 Coletivo Veio do Saco A gente até tenta, viu, mas tá difícil acompanhar o ritmo dos nobres...