OPINIÃO

Desigualdade social: vamos por isso em cifras

Assista esta coluna

25/11/2021 – 16:10:41

João Nieckars

Eu já começo te dizendo que se você tem 10 milhões de reais, você é meio pobre. Agora me diga você, tem 10 milhões de reais? Calma, vou explicar.

Se você imaginar que a folha que eu estou apresentando no vídeo representa a pirâmide social do brasil baseada no patrimônio das pessoas, aqui em baixo, no zero, esta aquela pessoa que não tem nada, nem dinheiro no banco, nem emprego, as vezes nem comida, e muito menos casa pra morar, os chamados miseráveis.

Só aqui em Guarapuava temos mais de 7 mil pessoas nessa linha zero. No Brasil todo o número de miseráveis chega a quase 30 milhões de pessoas. É, os números são assustadores! Doutro lado, no topo da lista, estão os mais ricos do país e o nome mais caro é o do Eduardo Saverin, cofundador do Facebook, que tem quase 104 bilhões de reais.

Agora veja bem: 97% da população brasileira possui menos de 500 mil reais e desses 500 mil brasileiros, 70% possui menos de 50 mil reais de patrimônio, ou seja, apenas 3% da população do nosso país possui uma riqueza maios que 500 mil reais, mas mesmo esses 3% estão muito, muito abaixo dos verdadeiros ricos do país.

O Silvio Santos, por exemplo, há-há, hi-hi, está um pouco acima, só um pouco acima nessa pirâmide, e isso com seus quase 6 bilhões de reais do patrimônio. A maioria dos famosos e ricos do brasil que você conhece é mais pobre que o Silvio. O Neymar tem só 700 milhões de reais e a Xuxa tem quase 900 milhões de reais.

Aqui no Paraná o cara mais rico é o dono do Boticário, Miguel Krigsner, que tem quase 13 bilhões de reais na sua fortuna e é seguido por Blairo Maggi que tem 11 bilhões de patrimônio. e esses são os únicos do nosso estado que aparecem na lista dos 100 mais ricos do Brasil.

Todo esse pessoal aí, pra você terem uma ideia, estão bem mais perto de não terem nada de dinheiro do que de serem tão ricos quanto o Eduardo Saverin do Favebook, com seus 104 bilhões, ou do que o segunda da lista de super-ricos brasileiros, o Paulo Leman com 102 bilhões de reais.

Enquanto isso, 97% da população está lá no fundo do poço, entre a linha vermelha e o nada.

Aqui em Guarapuava, 7 mil pessoas que estão na linha do nada, do zero, da miséria absoluta e um pouco pra cima dela nós temos 60 mil pessoas, ou seja, 1/3 da nossa população, que, embora continue não tendo patrimônio, ganha meio salário mínimo por mês.

Se no Brasil o 1% dos mais ricos tem 50% da riqueza do pais, em Guarapuava a coisa ainda é pior, pois o 1% mais rico tem quase 70% da riqueza da nossa cidade, ou seja, pra todo o resto dos 99% dos guarapuavanos e guarapuavanas sobram apenas 30% da riqueza e nem isso é muito bem distribuído.

É muito importante a gente ter essa noção de que, sim, somos pobres no contexto geral, sim, precisamos do Estado e do Município para ter acesso a maioria dos serviços básicos e dos bens da vida. Inclusive aqui em Guarapuava o cara mais rico (quem será?) se articulou para eleger vereadores para conseguir isenção de IPTU por até dez anos – você acha, exemplo, que o dono do Facebook, que é realmente rico, ia ficar se mixando pra IPTU? A verdade é que todos precisamos do poder público, em menor ou maior grau.

Agora veja essa, cada vez que a gente fala em tributar as grandes fortunas para combater a desigualdade social, fazer a distribuição da renda e investir em programas sociais, aquela galerinha que tem uma Land Rover financiada e viaja uma vez por ano para o exterior com passagem parcelada no cartão já fica dizendo que “ai, mas eu já pago tanto imposto”, “ah, mas não da pra dar o peixe”, e pra esse pessoal a gente tem que dizer: “fica susse”, você é podre então não vai ser da sua conta que isso vai sair.

Sua vida de classe média brasileira, que não é lá grande coisa, é, sem dúvida, infinitamente melhor do que a vida dos 70% dos brasileiros que tem menos de 50 mil reais de patrimônio ou dos 30 milhões que estão na miséria, mas o ponto é que ainda assim somos todos muito pobres se comparados com o pessoal que é realmente rico no Brasil.

Na pirâmide tributaria brasileira, quanto mais rico você é, menos você paga de imposto, isso porque se você ganhar até quase 25 mil reais, é isento, mas se melhorar um pouquinho de vida e ganhar 45 mil no ano, já paga 22% de imposto de renda.

Agora todo mundo que ganha acima de 56 mil reais no ano paga sempre 27,5%. Não importa se você é o pobre que ganha 56 mil no ano ou o multi bilionário que tem 100 bilhões na conta. Agora, pra quem o 27,5% faz mais falta, pra você que tem um salário de 4,5 mil por mês ou pro Eduardo Saverin e para o Paulo Leman?

Então, gente bonita, a questão crucial por que quem realmente ganha dinheiro nesse país não paga imposto proporcional ao que lucra?


por:

João Nieckars

Advogado, economista e professor de direito empresarial

Ver mais colunas

LEIA TAMBÉM

Um novo ministro ou um primeiro pastor no STF?

Assista esta coluna 02/12/2021 – 15:12:15 João Nieckars Ontem o Senado aprovou o ingresso de André Mendonça no STF – a...

Por que nos apaixonamos e por que ficamos tão abobados?

29/11/2021 – 09:56:04 Luiz Felipe Uma resposta simples e direta: ninguém sabe porquê nos apaixonamos. A ciência nos dá...

Desigualdade social: vamos por isso em cifras

Assista esta coluna 25/11/2021 – 16:10:41 João Nieckars Eu já começo te dizendo que se você tem 10 milhões de reais,...

Interferência no ENEM, revisionismo, amor na bandeira e outras drogas

22/11/2021 – 07:44:45 Luiz Felipe Ontem (21) foi dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM. Pouco mais de...