Paraná

CCJ volta a discutir projeto que implanta scanner corporal nas rodoviárias do Paraná

A proposta prevê a instalação desse equipamento em terminais rodoviários de municípios com mais de 100 mil habitantes

Deputado Nelson Justus (DEM), relator do projeto que obriga a instalação de scanner corporal nas rodoviárias do Paraná. / Foto: Orlando Kissner/Alep

Dircom Alep

A implantação de scanner corporal e de bagagem em terminais rodoviários de municípios paranaenses está sendo proposta pelo deputado Soldado Fruet (PROS). O objetivo é coibir o tráfico de drogas e o porte ilegal de armas no Paraná. O tema é tratado pelo projeto de lei 458/2019 que volta a ser discutido na reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), que acontece nesta terça-feira (17).

A matéria já recebeu parecer favorável do relator, o deputado Nelson Justus (DEM), que destacou o fato da iniciativa promover o bem-comum e contribui para a segurança pública. Porém, o deputado Paulo Litro (PSDB) solicitou a ampliação do prazo para avaliar a proposta (pediu vista), adiando a votação da CCJ. Soldado Fruet explicou que o propósito é implantar esse equipamento em terminais rodoviários de municípios com mais de 100 mil habitantes. O custo de cada scanner seria de R$ 80 mil.

“O Paraná é rota de tráfico de drogas e armas. Esse equipamento inibe as ações dos traficantes no transporte intermunicipal”, afirmou o deputado que atuou como policial militar na região da fronteira com o Paraguai e a Argentina. “Esta medida é imprescindível, pois é notório que o estado é importante rota do tráfico de drogas e da comercialização ilegal de armas”, acrescentou. Segundo ele, “não são raras as apreensões ocorridas próximas à fronteira e no trajeto para outras cidades e estados da Federação”. O projeto prevê que caso o equipamento detecte a presença de drogas ou armas com o passageiro ou em seus pertences, a pessoa será imediatamente encaminhada às autoridades competentes. O parlamentar explicou ainda que o combate ao tráfico de drogas e à comercialização ilegal de armas está fundamentado nas leis federais 10.826/2003 e 11.343/2006.

 

 



Receba nossas principais notícias em seu celular
Participe dos nossos Grupos Oficiais


GRUPO DO WHATSAPP GRUPO DO FACEBOOK

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidos pelo whatsapp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Leia Também

Simulador virtual ajuda eleitor a treinar o voto na urna

Brasil

Simulador virtual ajuda eleitor a treinar o voto na urna

19/08/2022 – 08:39:39 Com informações de TSE e revisão de redação Já está disponível na página do TSE...

Diretórios estaduais devem informar gastos com candidaturas femininas e de pessoas negras

Brasil

Diretórios estaduais devem informar gastos com candidaturas femininas e de pessoas negras

18/08/2022 – 14:41:54 Com informações de TSE e revisão de redação Os diretórios estaduais dos partidos...

Veneri questiona “apagão” de informações na Assembleia Legislativa

Paraná

Veneri questiona “apagão” de informações na Assembleia Legislativa

18/08/2022 – 14:40:33 Com informações de assessoria parlamentar e revisão de redação O deputado estadual...

MPPR oferece denúncia por crimes praticados em contrato do DER envolvendo a Dalba Engenharia

Guarapuava

MPPR oferece denúncia por crimes praticados em contrato do DER envolvendo a Dalba Engenharia

18/08/2022 – 12:50:25 Com informações de MPPR e revisão de redação O MPPR (Ministério Público do Paraná)...

Câmara Municipal aprova repasse de R$ 200 mil para entidades sociais do município

Guarapuava

Câmara Municipal aprova repasse de R$ 200 mil para entidades sociais do município

18/08/2022 – 07:00:53 Redação Na sessão desta segunda-feira (15), as vereadoras e vereadores de Guarapuava...

Saiba quem são os candidatos a governador do Paraná

Paraná

Saiba quem são os candidatos a governador do Paraná

18/08/2022 – 06:56:07 Com informações de Agência Brasil e revisão de redação A Justiça Eleitoral recebeu...