Paraná

Projeto de lei destina recursos das concessionárias de pedágio ao Fundo de Saúde

O projeto de lei 279/2020, apresentado pelo deputado Anibelli Neto (MDB), destina 50% dos valores pagos (a título de outorga) pelas concessionárias de pedágio ao Fundo Estadual de Saúde do Paraná

Foto: Orlando Kissner/Alep

06/05/2020 – 16:31:16

Dircom Alep

Começou a tramitar na Assembleia Legislativa do Paraná o projeto de lei 279/2020, apresentado pelo deputado Anibelli Neto (MDB), que destina 50% dos valores pagos (a título de outorga) pelas concessionárias de pedágio ao Fundo Estadual de Saúde do Paraná – FUNSAÚDE, instituído pela Lei Estadual nº 10.703, de 10 de janeiro de 1994.

O deputado Anibelli Neto justifica sua proposta lembrando que no Brasil tem se discutido um novo modelo de contrato de concessão de rodovias, pelo qual o Poder Público estabelece um patamar de preço da tarifa e, vencendo a licitação, a empresa paga, a título de outorga onerosa, a maior quantia ao Poder Público.

Segundo Anibelli, tal modelo é discutido pelo fato de as condições econômicas atuais serem diversas das apresentadas no momento da celebração das antigas concessões, havendo quem defenda a inviabilidade econômica do modelo que utiliza o critério do menor pedágio.

O deputado destaca que o governo do Estado de São Paulo já vem adotando o modelo da concessão por outorga onerosa, mas existe uma crítica ao fato de os valores arrecadados acabarem por abastecer o caixa único do governo, sendo utilizados para pagamento de despesas correntes, como salário de servidores.

Assim, afirma, o projeto de lei agora apresentado tem por objetivo determinar a destinação de 50% dos recursos arrecadados para o Fundo Estadual da Saúde, garantindo uma melhoria no atendimento à saúde do cidadão paranaense, área que comprovadamente carece de mais investimentos do Poder Público para garantir condições dignas à população.



Receba nossas principais notícias em seu celular
Participe dos nossos Grupos Oficiais


GRUPO DO WHATSAPP GRUPO DO FACEBOOK

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidos pelo whatsapp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Leia Também

Gabinete de Transição instala Conselho de Participação Social

Brasil

Gabinete de Transição instala Conselho de Participação Social

30/11/2022 – 17:59:01 Com informações de Agência PT e revisão de redação A Coordenadora de Articulação...

Senado aprova regulamentação da telessaúde no Brasil

Brasil

Senado aprova regulamentação da telessaúde no Brasil

30/11/2022 – 14:59:15 Com informações de Agência Brasil e revisão de redação O Senado aprovou nesta...

Prefeitura de Guarapuava divulga ensalamento do PSS para estagiários

Guarapuava

Prefeitura de Guarapuava divulga ensalamento do PSS para estagiários

30/11/2022 – 12:17:13 Com informações de Secom Prefeitura de Guarapuava e revisão de redação A prefeitura de...

Lei Orçamentária Anual já recebeu 22 emendas de vereadoras e vereadores

Guarapuava

Lei Orçamentária Anual já recebeu 22 emendas de vereadoras e vereadores

30/11/2022 – 11:04:51 Redação A LOA (Lei Orçamentária Anual), lei que estabelece como será empregado o...

MPPR cobra instauração de procedimento para cassar mandato de Celso Costa

Guarapuava

MPPR cobra instauração de procedimento para cassar mandato de Celso Costa

30/11/2022 – 08:54:01 Redação O MPPR (Ministério Público do Paraná), em ofício enviado à Câmara Municipal...

Deslizamento de terra na BR-376 soterra carros e caminhões

Paraná

Deslizamento de terra na BR-376 soterra carros e caminhões

29/11/2022 – 18:24:13 Com informações de Agência Brasil e revisão de redação Um deslizamento de terra na...