Search
Close this search box.

#RT02 – No primeiro semestre, gestão Ratinho Júnior gastou mais de R$ 22 milhões com propaganda

Em Guarapuava, seis veículos de comunicação receberam recursos públicos para divulgar propostas e ações do Governo do Paraná

Governador Carlos Massa Ratinho Júnior, durante coletiva de imprensa no Palácio Iguaçu. – Curitiba, – Foto: Jaelson Lucas/ANPr

Na segunda publicação da retrospectiva 2019, relembre os gastos de divulgação do Governo do Paraná nos seis primeiros meses deste ano. Foram custeados R$ 22.617.420,29 com o objetivo de divulgar projetos e medidas da administração estadual. Os dados são oficiais, enviados ao i-Política por meio da LAI (Lei de Acesso Informação).

A maior parte desse valor, mais de R$ 3,8 milhões, foi repassado à Aerp (Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná) que conta com uma rede de aproximadamente 300 rádios. A RPC (Rede Paranaense de Comunicação) é a segunda da lista, a emissora arrecadou cerca de R$ 1,7 milhão durante o período. Já a produtora SoftVídeo aparece em terceiro lugar, recebeu R$ 1,5 milhão dos recursos públicos.

Entre os órgãos púbicos estaduais, a Secretaria de Comunicação do Paraná, utilizou cerca de R$ 9 milhões dos recursos disponíveis para divulgação. Em seguida, a Copel (Companhia Paranaense de Energia), que teve os gastos registrados em mais de R$ 5 milhões. Já a Sanepar (Companhia Paranaense de Energia), usou mais de R$ 4 milhões em propaganda institucional no primeiro semestre de 2019.

É importante destacar que os gastos milionários com publicidade e propaganda são legais e previstos no orçamento público.

Guarapuava

Em Guarapuava, seis veículos de comunicação receberam recursos públicos para divulgar propostas e ações do Governo do Paraná, durante os seis primeiros meses deste ano. O portal RSN aparece em primeiro lugar, recebeu mais de R$ 45 mil em dinheiro público. Tanto a Rádio Difusora quanto a Emissora Atalaia faturaram cerca de R$ 43 mil, cada uma delas, pelas veiculações.

O jornal Extra Guarapuava foi o terceiro veículo que mais arrecadou os recursos na cidade, aproximadamente R$ 22 mil, seguido pela Rádio Cacique, com mais R$ 8 mil. Já a Fundação Nossa Senhora de Belém foi a que recebeu menos na cidade, pouco mais de R$ 900.

Leia Também